4.11.09

Estigmatismo da realidade

Todas as manhãs um gesto repetitivo leva-me a retirar os óculos e a esfregar os olhos. Principalmente o olho direito que tem mais grau de estigmatismo. Em Portugal é um acto trivial, inconsciente e por vezes de um certo cansaço. Aqui é um acto consciente de um certo; deixa-me ver melhorzito que não estou a acreditar nisto. Isto tudo porque grande parte das fotos que tiro são em resolução de telemóvel e em algumas delas, como é o caso desta, a fotografia ganha uma ligeira distorção que me agrada e me faz lembrar o acto descrito atrás.

Sem comentários:

Arquivo